<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Baixar agora
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Baixar agora

Saiba quais são os 7 empregos com blockchain do futuro

Publicado em 13/jun/2018 5:00:00

Em todos os níveis da cadeia produtiva, o conhecimento tecnológico é fundamental.

 

 

Saiba quais são os 7 empregos com blockchain do futuro

 

 

Ainda são poucas as empresas que exploram o blockchain. Talvez muito ainda por falta de conhecimento, por estarem aguardando testes no mercado, aceitação das criptomoedas e mesmo por falta de exigências ou relevância no mercado atual.


Enfim, é uma tecnologia disponível no mercado há alguns anos e que não é utilizada somente nas transações de moedas digitais, como já discutimos anteriormente aqui no nosso canal.


Confira outro artigo do Canal Comstor sobre outros usos do blockchain nas cadeias produtivas, como criar uma rede própria de comercialização, incluindo fornecedores e parceiros e dentro deste sistema realizar suas negociações sem depender de bancos e outras instituições que possam regular suas atividades e atrapalhar a agilidade das ações.


Porém, as empresas que pretendem usufruir dos benefícios do blockchain, precisam ter mão de obra especializada para atender as necessidades que forem impostas pelos novos avanços.

 

 

Baixar e-book grátis

 


Entre esses profissionais, 7 categorias são as que mais se destacam:


1. Analista executivo: pessoas que tenham conhecimento sobre TI e blockchain serão necessárias para colocar efetivamente a mão na massa e fazer o sistema rodar. Podem não ser profissionais tão experientes no mercado, que tenham anos de conhecimento em tecnologia, mas que minimamente tenham uma formação específica para atender essa demanda e melhor ainda, se tiver alguma certificação na área.

2. Gerente de projeto: para liderar e organizar essa equipe de execução, será necessário um gerente, que além de dominar o blockchain, precisa ter uma visão mais ampla sobre as especificidades do negócio em que vai trabalhar e conhecer as demandas da empresa a qual se dedica. Este gerente precisa, além de formação técnica e específica, ter alguns anos de prática no mercado para saber lidar com questões gerenciais, como pessoas, funções, divisão de tarefas e reuniões com níveis hierárquicos superiores.

3. Desenvolvedor: antes que as empresas possam usar o blockchain, porém, o sistema precisa ser desenvolvido. Por isso, hoje as grandes oportunidades estão nas mãos dos desenvolvedores, que também têm a maior demanda por profissionais capacitados no mercado. São muitas as habilidades tecnológicas necessárias para se encaixar no perfil desta função.

4. Engenheiro de qualidade: todos os testes que serão feitos antes que o sistema desenvolvido comece a rodar, vão passar pelas mãos do engenheiro de qualidade de blockchain. Ele será o responsável por checar, por exemplo, frameworks, automação, dashboards, realizar testes manuais e checar o funcionamento da engenharia móvel, web e de plataforma. Além disso, será o responsável por desenvolver, aplicar e manter padrões de qualidade do sistema, que poderão ser revistos ao longo da jornada.

5. Consultor jurídico: quando o assunto são ativos digitais, a preocupação com leis que regem cada sistema, em diferentes países, precisam ser monitoradas por pessoas que além de conhecerem todas essas regras, devem entender também da tecnologia.

6. Designer: facilitar a comunicação com o usuário, tanto interno como externo, será o papel dos web designers. Criar landing pages que explicam como o negócio atua com o blockchain, informar clientes, melhorar a interface dos sistemas. Além do desenho dessas ferramentas, este profissional deverá ser habilidoso na comunicação com diferentes setores da empresa, como equipes de conteúdo, operações e marketing.

7. Engenheiro: o engenheiro de blockchain será contratado por empresas que já se utilizam desta tecnologia para implementar outras soluções digitais que possam complementar e mesmo potencializar o seu uso. Ele será o responsável, por exemplo, para criar aplicativos que atendam às necessidades de negócios do blockchain.

 


Ou seja, em todos os níveis da cadeia que envolvem a tecnologia, os profissionais terão quer ser habilidosos com blockchain e conhecer todas as possibilidades que ele oferece. Além disso, em cada área, existem especificidades essenciais, que variam desde habilidade com gerenciamento até com comunicação.

 

Categorias: Carreira em TI, Profissionais, Blockchain