<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Virtualização de servidores: como melhorar o gerenciamento?

Entenda quais os cuidados necessários para garantir que as máquinas virtuais sejam executadas corretamente e possam trazer benefícios para as empresas.

 

A virtualização de servidores é uma tendência que tem se popularizado entre as empresas. Essa prática pode trazer grandes benefícios para os negócios e transformar totalmente a forma como as organizações lidam com suas informações.

Por meio dela, os servidores físicos são transformados em virtuais, permitindo que vários sistemas operacionais sejam executados, cada um com suas características específicas e sem interação entre si.

Graças a isso, a empresa consegue reduzir gastos e ter um maior controle sobre a expansão desordenada de seus servidores físicos, o que libera espaço para aumentar a flexibilidade e melhorar a recuperação de desastres.

No entanto, ainda que proporcione muitas melhorias para o dia a dia das empresas, a virtualização de servidores levanta uma grande questão: como fazer o gerenciamento eficaz dessas máquinas virtuais?

Garantir uma efetiva gestão é indispensável para que a estratégia de virtualização seja bem-sucedida e o armazenamento de dados seja realmente benéfico para a empresa.

Quer saber mais sobre esse assunto? Para ajudar seu canal de TI nessa missão, preparamos este material com algumas dicas que vão facilitar o gerenciamento dos servidores virtuais de seus clientes. Acompanhe!

O que é virtualização de servidores e como ela funciona?

Antes de entender como melhorar o gerenciamento, é necessário conhecer a fundo essa tecnologia. A virtualização de servidores nada mais é que a criação de uma versão virtual de um servidor.

Ela permite a divisão dos recursos de hardware (físicos) em diversas máquinas virtuais (VMs), que podem ser utilizadas de diferentes formas. Essa técnica faz com que os vários sistemas operacionais sejam executados em um único hardware físico, sem que haja interferências entre eles.

Essa tecnologia representa uma das maneiras mais eficientes de reduzir os custos de infraestrutura de TI. Isso porque a virtualização pode ser aplicada tanto em servidores quanto em redes, aplicações e Data Centers, o que gera mais eficiência e agilidade para a empresa.

Além disso, ela permite a automação de processos e facilita o gerenciamento dos recursos tecnológicos, permitindo que a organização identifique a necessidade de cada usuários. Com a virtualização, é possível centralizar tarefas administrativas e ganhar escalabilidade facilmente. Dessa forma, é possível responder rapidamente às demandas do negócio.

Para que a virtualização seja feita, é preciso utilizar um software específico, o hypervisor, que possibilita a execução de diversas instâncias de sistemas operacionais ao mesmo tempo, aumentando a capacidade de processamento do sistema.

Parece simples, mas antes de iniciar esse processo, é necessário se organizar para que a virtualização seja bem-sucedida. Ter um bom planejamento é fundamental para sua execução. Saiba mais a seguir:

Como melhorar o gerenciamento da virtualização de servidores?

Para realizar um gerenciamento eficaz dos servidores virtuais de uma empresa, é necessário seguir algumas dicas que podem facilitar essa tarefa. Confira:

1. Optar por apenas um tipo de Hypervisor

O Hypervisor é o software utilizado para criar e executar as VMs. Ele é responsável por controlar o acesso dos sistemas operacionais e otimizar sua execução.

Quando uma empresa utiliza diferentes modelos de Hypervisor pode acabar não tendo sintonia entre os de seus servidores. Isso pode causar problemas no rendimento das máquinas virtuais, acarretando em problemas de capacidade.

Desse modo, é preferível optar por uma ferramenta padrão de Hypervisor para facilitar o gerenciamento dos recursos e, assim, ser capaz de aumentar o desempenho dos servidores.

2. Utilizar um gerenciador de máquinas virtuais

Para uma boa gestão dos servidores virtuais é fundamental que a empresa implemente uma solução de gerenciamento. Dessa forma, será possível ter uma visão geral de todo o cenário do Hypervisor.

Esse tipo de ferramenta monitora as VMs específicas para detectar falhas e problemas no desempenho dos processos. A partir disso, a empresa recebe alertas e pode fazer as correções necessárias.

3. Criar relatórios de desempenho

Outro ponto fundamental para garantir sempre o melhor desempenho das máquinas virtuais é acompanhar seu desenvolvimento e execução por meio de relatórios de performance.

Ao possuir informações detalhadas sobre cada um dos servidores, as empresas podem tomar medidas específicas para otimizar o funcionamento de cada um deles. Desse modo, é possível realizar um bom gerenciamento de capacidade.

4. Identificar máquinas virtuais inativas

Com a virtualização de servidores, é possível criar infinitas VMs para executar diversos sistemas operacionais. No entanto, muitas vezes, elas são criadas para projetos específicos e, depois, são deixadas de lado.

Essas VMs acabam se tornando obsoletas e sem uso. O problema é que continuam utilizando memória e recursos de armazenamento. Além disso, elas deixam de estar no radar da equipe de TI, podendo se tornar porta de entrada para programas mal-intencionados.

Portanto, a empresa deve identificar esses servidores virtuais inativos para decidir se eles ainda terão alguma utilidade ou se devem ser excluídos.

Para garantir uma virtualização de servidores bem-sucedida, é fundamental que a empresa desenvolva uma rotina de gerenciamento. Por meio dos pontos listados acima, é possível ter um maior controle sobre o que está acontecendo em seu ambiente, identificando falhas e melhorando o desempenho dos processos como um todo.

Posts relacionados

Escreva seu comentário